• images/slider/01.jpg

Defesa Civil faz balanço do último período de alerta

Número de ocorrências diminuiu graças à integração de órgãos públicos municipais.

         A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Volta Redonda (CMDC) reuniu, no dia 12 de abril, representantes de diversos setores da PMVR envolvidos no “Plano de Contingência do Sistema de Defesa Civil”, para analisar o balanço do período de alerta 2012/2013, que foi encerrado no dia 31 de março, e compará-lo ao período 2011/2012, além de discutir a preparação para o próximo período de alerta 2013/2014, que terá início em outubro.

         De acordo com o coordenador da CMDC, major Rodrigo Ibiapina, “nenhum acidente grave ocorreu neste último período e, mesmo com a quantidade de chuva tendo aumentado na região, em comparação ao período passado, o número de ocorrências caiu, graças ao trabalho integrado previsto no Plano de Contingência. Agindo com antecipação, temos uma resposta positiva na prevenção dos desastres”, disse ele.

         O coordenador adjunto da Defesa Civil, Rubens Siqueira, destacou alguns números: as interdições caíram de 62 para 41 e a cidade, neste último período de alerta, “não precisou enviar nenhuma família para o aluguel social”, ressaltou. Ainda de acordo com o levantamento, mesmo que a precipitação em Volta Redonda tenha caído em relação ao período passado, a cota do Rio Paraíba do Sul subiu em 0,93 cm, “mas não ocasionou grandes transtornos, a ponto de alguma família ter pedido a sua casa”, explicou Rubens Siqueira.

         Outro destaque foi para o entrosamento entre a CMDC e as represas de Furnas – que controla a vazão do Rio Paraíba do Sul -, e da Light – que faz o monitoramento das precipitações. “Os responsáveis por essas empresas enviam em tempo real, tanto para mim quanto para o Rubens, as informações sobre a cota do Rio Paraíba e a precipitação que enfrentamos ou poderemos enfrentar. E é essa integração que nos norteia para que possamos tomar as decisões a tempo de impedir uma tragédia”, afirmou Ibiapina.

         O plano estratégico 2013, que tem início neste mês de abril, é dividido assim: Ações de antecipação, formadas por Monitoramento de áreas, Vistorias e Palestras, e as Ações Preparatórias, com Cursos de Capacitação, Vistorias Técnicas/Integração, Simulado e o 1º Seminário do Sistema Municipal de Defesa Civil “Contingenciamento”. De acordo com Ibiapina, o simulado de um desastre será discutido com todos os setores envolvidos e associações de moradores. Não foi definido o tema e nem a data para ser realizado, “mas acontecerá antes do próximo período de alerta”, contou, acrescentando que o seminário também ainda não tem uma data definida.

         Os órgãos que fazem parte do Plano de Contingência do Sistema de Defesa Civil são: CMCD, Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Secretaria Municipal de Obras, Secretaria Municipal de Serviços Públicos, Secretaria Municipal de Ação Comunitária, Furban, Saae, Guarda Municipal, Vigilância Sanitária, Hospital São João Batista, Suser, Policia Militar e Corpo de Bombeiros.

         De acordo com o major Ibiapina, “essa reunião foi o primeiro passo para começarmos o trabalho do próximo período 2013/2014 e, em primeiro lugar, precisamos atualizar todos os contatos com os demais setores envolvidos para que, quando precisarem ser acionados, haja a resposta imediata. Tanto no que diz respeito às máquinas e equipamentos necessários para atender a uma emergência, quanto para o socorro propriamente dito, até chegarmos à ponta final - os potenciais abrigos -, que são os ginásios cobertos da Smel”, concluiu ele.     

 

Defesa Civil de Volta Redonda
Eng° Mário Luiz Haseck, n°10, Ilha São João, Volta Redonda - RJ | CEP.: 27285-100
Tel: 199 | (24) 3339-2065 | Email: defesacivil@epdvr.com